FAÇA BONITO - Todos contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

por Claudinei Sorce publicado 19/05/2022 11h25, última modificação 19/05/2022 11h23

 

Link fotos:
(https://photos.google.com/share/AF1QipP_zYI_SDHjP3NqMgWkIqd3Hg7TJhYdjNaGhqXJ6fkV9EFUKR151X7-7fSIniYHCg?key=ODd1Mko4WnNxbG1MdTdqbE04bGM0bkJuVWxUT0pB)

 

O Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do adolescente de Cacoal, realizou no plenário da Câmara Municipal, na noite da última quarta-feira (18), a Campanha (FAÇA BONITO): 

 

Todos Contra o Abuso e à Exploração Sexual a Criança e Adolescente.

 

Dezoito de maio é o dia de enfrentamento da violência e da exploração sexual de crianças e adolescentes, o conselho tutelar realiza ações de conscientização e sensibilização da população. 

 

Conforme Marilande Alves, as ações visam sensibilizar, conscientizar e alertar sobre a necessidade de combater esse tipo de crime, bem como incentivar o registro de denúncias das violações sofridas pelo público infanto-juvenil.

O presidente do poder legislativo, lembrou que a data foi estabelecida como referência Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Os vereadores Ezequiel Câmara (Progressistas), Toninho do Jesus (Podemos), Paulinho do Cinema (PSB), prestigiaram o evento. O vereador Luiz Fritz (PSD), enviou representante.

Participaram do evento: Câmara, MP, PM, OAB, SEMUSA, SEMED, SEMAST, conselho municipal de defesa da criança e adolescentes, e o conselho municipal de educação.

 

PALESTRANTE - Fabíola Ruzzante, Psicóloga, e a promotora de justiça Luciana Ondei.

Convidada de honra, Andréa Góis, mãe do vice-prefeito Cássio Góes, foi a primeira assistente social do município.

O dia 18 de Maio - “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou muitos municípios do nosso país.  

 

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. 

 

Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

 

A proposta anual da campanha, é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. 

 

É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

“Faça Bonito” na luta pelos direitos de crianças e adolescentes!