Ury cobra funcionamento da Escola de informática na Agustinho Góis

por nilceia — publicado 08/08/2017 21h03, última modificação 16/04/2019 12h45

ASCOM/CMC- A vereadora Uriety Prado Dorofê (PMDB), cobrou esta semana informações da Secretaria de Educação sobre o não funcionamento do Centro de Inclusão Digital instalado na Escola Agustinho Góis de Oliveira, no Bairro Vista Alegre. A vereadora informou que desde o mês de fevereiro a escola esta fechada prejudicando a comunidade daquele bairro, que é carente de estrutura educacional.    

 

Ury frisou que muitos jovens dependem daquele centro para complementar a sua profissionalização. “Vivemos numa era informatizada por isso a necessidade de cada vez mais estar capacitando os jovens para o mercado de trabalho”, disse a vereadora, frisando que esses equipamentos foram adquiridos através do governo Federal, implantado através do SERPRO.

 

No seu discurso Ury chamou a atenção do executivo em relação a uma entrevista na Radio Samaúma.  Disse que o Secretário de Educação deveria conhecer mais sobre a educação e buscar mais recursos para o município, ao invés de ficar falando do passado. “É preciso coerência ao falar sobre a educação, a verdade precisa ser dita e que busque as informações corretas para passar à comunidade”, frisou a vereadora, destacando os investimentos na educação nos últimos anos.

 

Ainda em seu discurso a vereadora falou sobre suas indicações cobrando recuperação das bocas de lobo na Rua Duque de Caxias com a Avenida Carlos Gomes, frisando que esta colocando em risco a vida das pessoas. Pediu também rampa de acesso à deficiente na Secretaria de Saúde.