VEREADOR COBRA POSICIONAMENTO DO PREFEITO DE CACOAL QUANTO AO COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

por Claudinei Sorce publicado 22/11/2022 13h40, última modificação 22/11/2022 21h49

De acordo com o vereador Dr. Paulo Henrique (PTB) apesar dos esforços, os resultados do enfrentamento à violência contra a mulher não se apresentam na velocidade e urgência que a situação exige. 

 

Um exemplo claro ocorreu neste último domingo, 20/11, mais um caso de feminicídio em Cacoal. Trata-se de Katia Juliana Garcia Farias, 29, morta a pauladas pelo seu companheiro na zona rural do município. 

 

Até o momento o prefeito Adailton Fúria não implementou a Lei 4.721/21, de nossa autoria, que versa sobre o combate à violência doméstica. Rondônia registrou, entre janeiro a agosto de 2022, 6.329 casos de violência contra a mulher, dados do Observatório Estadual de Segurança Pública. Ocupa o quinto lugar no Brasil nos índices de feminicídio.  

 

Ao invés de implementar as Leis nas escolas municipais, o prefeito Fúria resolveu questionar a Lei no Poder Judiciário alegando vício de iniciativa.  

 

Cacoal sairia na frente em Rondônia caso o prefeito implementasse a Lei de combate à violência doméstica, mas o prefeito prefere repetir erros crassos e oligofrênicos.  

 

“A prefeitura de Cacoal deveria seguir a orientação da OAB/RO. Trabalhar com diversas ações para combater a violência contra a mulher. Quem perde com a inércia desta administração são as mulheres do nosso município ``, frisou o vereador.

 

Assessoria de Imprensa